Open Conference Systems, IX Congresso Nacional de Administração e Contabilidade - AdCont 2018

Tamanho da fonte: 
Cultura e Consumo na Reforma Urbana do Porto Maravilha: Perspectivas para a Marca Rio
Flávia Barroso de Mello

Última alteração: 2018-10-10

Resumo


Reconhecendo a importância do consumo para entender o comportamento social e a construção cultural das identidades locais na sociedade contemporânea, neste trabalho busca-se identificar, a partir da observação da Praça Mauá e dos Museus do Amanhã e MAR, como são articulados os significados que constroem e reforçam os atributos da marca-cidade na reurbanização do Porto do Rio, com vistas à inserção do Rio de Janeiro no cenário de cidades globais. Para tanto, conjugou-se as abordagens sobre cultura e consumo (BARBOSA, 2004; FEATHERSTONE, 1990; GEERTZ, 2008; ROCHA, 2010) e as teorias de branding, em especial, a proposta de Semprini (2010), para traçar um panorama sobre a relevância do consumo cultural para o projeto de reurbanização da região portuária e para a construção de uma identidade local e, consequentemente, de um projeto para a Marca Rio.

Texto completo: PDF