Open Conference Systems, IX Congresso Nacional de Administração e Contabilidade - AdCont 2018

Tamanho da fonte: 
PERCEPÇÕES DE JUSTIÇA ORGANIZACIONAL: UM ESTUDO COM PROFISSIONAIS CONTÁBEIS SOB A ÓTICA DA TEORIA DA EQUIDADE
Diego Grahl de Santi, Rosane de Meira, Leandro Augusto Toigo

Última alteração: 2018-10-08

Resumo


Este estudo trata das quatro dimensões de justiça organizacional, sendo elas distributiva, processual, interpessoal e informacional. Estudos sobre justiça organizacional destacam que ela deve ser compreendida como a percepção de justiça pelos funcionários no que tange às relações de trabalho na organização, de forma que a teoria da equidade é amparada no preceito aristotélico de que o justo é o proporcional. Buscou-se por meio do seu objetivo geral, analisar as percepções de justiça organizacional em ambientes de trabalho contábeis. Para a realização deste estudo em profundidade, utilizou-se de dois grupos de focos com jovens profissionais entre 19 e 23 anos de empresas privadas e de escritórios contábeis de uma cidade da região sudoeste do Paraná. Os resultados obtidos foram de que a única dimensão encontrada foi à percepção interpessoal, estes jovens profissionais estão sendo tratados de forma justa, no entanto, não possuem as demais percepções de justiça organizacional. Como sugestões de pesquisas futuras, propõe-se realizar estudos e grupos de foco com profissionais contábeis de idade mais avançada e com maior experiência profissional na área, com o intuito maior de promover a justiça organizacional, garantindo que haja equidade no ambiente de trabalho.

Texto completo: PDF