Open Conference Systems, IX Congresso Nacional de Administração e Contabilidade - AdCont 2018

Tamanho da fonte: 
OS MÉTODOS DE CUSTEIO E SUA INCIDÊNCIA NA LITERATURA: uma análise dos congressos de contabilidade da USP no período de 2012 a 2016
Leonardo Francisco Silva

Última alteração: 2018-09-10

Resumo


Este estudo teve como objetivo analisar quais os métodos de custeio mais estudados pelos autores dos congressos USP no período de 2012 a 2016, e quais vantagens são apresentadas para determinação do objeto de estudo. Os resultados alcançados mostram que o sistema de custeio ABC foi o método mais citado, sendo observado, através dos resultados desses trabalhos, implantações satisfatórias em entidade de ensino e prestadora de serviços de tecnologia; sendo indicado como o método que mais agrega quando se trata de abordagem colaborativa, e, enquanto ferramenta de gestão, é capaz de contribuir para o gerenciamento de processos. Embora tenha sido apresentado na maioria dos trabalhos como o sistema com maior grau de vantagens em relação aos demais, o ABC também foi criticado em relação à necessidade de atualização, sendo necessário certo nível de automação para que demande menos trabalho. Não foi possível indicar, com base na análise, as vantagens apresentadas para determinação da escolha dos métodos de custeio que foram abordados nos trabalhos, pois eles não apresentavam justificativas claras e também não foi o foco do trabalho questionar os sistemas. Conclui-se que, apesar da dificuldade de implantação em organizações com baixo nível de controle interno, o método de custeio ABC ainda se apresenta como uma importante ferramenta de gestão com um custo/benefício positivo que proporciona uma melhora significativa no processo de gestão das empresas, fazendo com que as mesmas não percam a competitividade em um mercado tão dinâmico e disputado.

Texto completo: PDF